PALMILHAS POSTURAIS

Reprogramação postural através de palmilhas

PODOPOSTUROLOGIA

A reprogramação postural através de palmilhas é um método que auxilia na abordagem preventiva e terapêutica. Teve origem na escola francesa e busca integrar os conhecimentos da influência dos pés na postura.
As alterações posturais observadas na avaliação podem desencadear dores na região da coluna, quadril, joelho, tornozelo e pé. Essas alterações podem ser prevenidas e tratadas através de um novo conceito chamado palmilha postural.
Esta palmilha é confeccionada por fisioterapeutas após criteriosa avaliação computadorizada dos pés e da postura corporal e tem como objetivo reduzir o pico de pressão da pisada e distribuir a força de reação ao solo por roda a região plantar corretamente. Por estarem posicionadas entre o pé e o calçado, as mesmas aumentam a eficiência do controle postural durante a posição ereta, na caminhada e na corrida. 

Um dos frequentes locais de origem de distúrbios são os pés, como por exemplo, quando temos uma alteração no tipo da pisada isso resultará em uma alteração do funcionamento do tornozelo, como adaptação os joelhos irão ser sobrecarregados por compensação, o quadril e a pelve por sua vez irão também ser sobrecarregados pela alteração existente, e assim sucessivamente até que uma estrutura ou articulação no corpo não consiga se adaptar ao estímulo e irá provocar sintomas, como dor.
Pela avaliação baropodométrica e parâmetros posturais, são inseridos na planta dos pés elementos com espessura de 1 a 4 mm em locais

O funcionamento da técnica se baseia no princípio da correção da origem dos desequilíbrios encontrados no corpo."
Será avaliado as entradas sensório-motoras que podem perturbar a postura (Oclusão dentária, Vestíbulo-coclear ou labirintos, Óculo-motor e podal).

Estes elementos fornecem informações ao sistema nervoso e, como resposta, o corpo produz em reequilíbrio através de reações reflexas dos músculos, corrigindo as assimetrias posturais, nivelando a bacia, diminuindo a torção de tronco, contribuindo para a melhora da congruência das articulações e amenizando a sobrecarga na coluna vertebral, nos joelhos e nos pés.
INDICAÇÕES:
- Pé plano ou cavo;
- Calcâneo valgo ou varo;
- Esporão de calcâneo;
- Fascite plantar;
- Tendinites;
- Metatarsalgias;
- Neuroma de Morton;
- Diferença de comprimento de membros inferiores (perna curta);
- Hálux valgo (joanete);
- Artroses;
- Dores na planta dos pés;
- Dor na coluna, quadril, joelho e tornozelo;
- Periostites (canelite);
- Fratura por estresse.